top of page
Buscar

A Magia do Ponto Riscado na Umbanda

Atualizado: 11 de abr.


A magia de pemba e o ponto riscado representam o cerne mais poderoso da prática umbandista. É o mistério profundo, o segredo guardado a sete chaves, muitas vezes um tabu para os não iniciados. Apenas uma entidade incorporada pode pegar a pemba e traçar os símbolos, os signos, criar o ponto riscado. Tudo isso é guardado com sigilo, como se fosse um segredo oculto, conhecido apenas pelos iniciados do último ciclo. São muitos chamados, mas poucos escolhidos, os poucos iniciados, os praticantes da magia que penetraram nos mistérios dessa escola de mistérios fenomenal, hermética e fechada.


Qual a origem dessa linguagem tão hermética? A hermeticidade remete a Hermes, o três vezes grande guardião dos segredos, do ocultismo e da magia fechada, cujo conhecimento é restrito a poucos privilegiados.


Com isso, surgiu a ideia de que apenas entidades incorporadas ou médiuns iniciados nos graus mais elevados poderiam riscar pontos. Mas afinal, qual é a origem do ponto riscado dentro das tradições africanas?


Na cultura banto, originária de Angola e Congo, encontramos os fundamentos da magia de pemba e dos pontos riscados. Essa tradição se estende por outras culturas, como a haitiana, onde os voduns têm seus próprios símbolos, os vevé. No Brasil, na Umbanda, essa tradição se mescla com os símbolos e signos dos orixás, criando uma linguagem mágica única e brasileira. Os pontos riscados se tornam uma escrita mágica, uma geometria sagrada, onde cada símbolo representa uma força da criação, uma força da natureza, uma divindade.


A escrita mágica da Umbanda evoluiu ao longo do tempo, passando por diferentes interpretações e abordagens. A partir dos anos 90, com o trabalho de mestres como Ruben Saraceni, houve uma maior abertura e compreensão da magia de Pemba e dos pontos riscados. Hoje, esse conhecimento está mais acessível do que nunca. Com cursos online e presenciais, como os oferecido por mim, Alexândre Cumino, é possível compreender e praticar essa magia de forma segura e responsável, sem a necessidade de estarmos incorporados.


Os pontos riscados são portais de energia positiva, símbolos de poder e proteção. São a identidade dos guias espirituais, a expressão da força dos orixás em nossas vidas. Conhecer e dominar essa magia é mergulhar nas profundezas da espiritualidade umbandista, é desvendar os mistérios que permeiam nossa jornada espiritual.


Como ministrante da Teologia de Umbanda, trago comigo uma vasta experiência e conhecimento sobre a magia de Pemba e os pontos riscados. No meu curso, compartilho os fundamentos e segredos dessa prática ancestral, proporcionando a oportunidade de explorar e compreender essa riqueza cultural que permeia a religião umbandista.

 


350 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page