top of page
Buscar

Rituais Umbandistas

Atualizado: 11 de abr.

Rituais umbandistas são uma parte significativa da minha jornada espiritual. Maria Preta, pomba gira que me acompanha, é uma mestra fundamental em minha vida. Ela me ensinou que o ritual é uma arte de parar o tempo, uma oportunidade onde os deuses param para nos olhar com atenção.


Nos rituais, criamos uma conexão profunda. Eles dão ritmo à vida religiosa e espiritual, marcando momentos importantes que dividem o que veio antes do que virá depois. Assim como em muitas sociedades, existem ritos de passagem na umbanda. Eles celebram nascimentos, transições para a idade adulta, e uniões familiares, como o casamento.


Cada gira de umbanda é, em si mesma, um ritual profundo que deixa uma marca indelével na alma. Quando ritualizamos algo, criamos uma metodologia sagrada, uma maneira divina de marcar momentos profundos em nossa emoção, consciência e fé. Os rituais umbandistas frequentemente envolvem o elemento fogo, simbolizado pelas velas. A descoberta do fogo marcou uma mudança crucial no comportamento humano, tornando-se um ponto de conexão com nossos mitos e deuses.


A chama de uma vela nos lembra de nossa ancestralidade e do espírito vivo do fogo. Quando rezamos diante do fogo, nossas palavras parecem ser perpetuadas pela chama. Oferecer uma vela ao nosso anjo da guarda é uma maneira de cristalizar nossas intenções, que se perpetuam na chama, na água e na fumaça do incenso.


Os rituais umbandistas são construídos com uma combinação de elementos mágicos, como terra, água, ar, fogo, cristais, minerais e vegetais. Cada gesto, palavra e elemento têm significado. Ajoelhar-se e colocar a cabeça no chão ao rezar demonstra profundo respeito pelo divino.


Oferecer elementos à natureza, como flores e frutas, é uma forma de troca de energia com os orixás. Assentamentos e firmezas são rituais para firmar nossas intenções e trazer a força dos orixás para nossas vidas.


Na umbanda, há uma diversidade de rituais, como a defumação, o banho de ervas e a construção da tronqueira, todos com suas próprias cerimônias e significados. O batismo umbandista, inspirado no ritual cristão, é uma forma de iniciar os praticantes na fé umbandista.


No meu curso de Teologia de Umbanda, exploramos esses rituais em profundidade. Uma oportunidade de estudar a religião de maneira teórica e organizada, sob a minha orientação, o começo de uma compreensão mais profunda e significativa da umbanda, uma religião linda, complexa e encantadora.


Em breve novas turmas para você começar a estudar! Gratidão, Axé, Aho, Saravá, Namastê! Alexândre Cumino 🌺

299 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page